Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Irony Dream White

publicado por ónix, em 11.03.09

Hoje entrei numa ourivesaria para comprar um relógio. Tive de imediato uma empatia por um swatch de metal em tons de branco com uma bracelete de aço inoxidável com elos igualmente brancos. Experimentei-o e fiquei desapontada... demasiado largo mas logo o dono me acalmou dizendo que os elos se tiravam de maneira a ficar ajustado ao pulso. Acedi, o senhor enfaixa a bracelete num suporte de plástico p'ro efeito e começa a martelar suavemente... e o meu coração a ficar inquieto. Como aquilo não estava a resultar, as marteladas começaram a soar mais fortemente. "Pois... parece que isto não dá"- disse, e as marteladas sucediam-se agora  mais fortes. Parte-se o suporte de plástico, vai-se buscar outro."Vamos experimentar do outro lado" - tinham que se retirar dois elos de cada lado.Martela e desta vez é bem sucedido. Encaixa os elos e volta ao lado teimoso. E eu a ficar angustiada. "Se calhar não devia ter comprado"-balbuciei. Mais marteladas. "Não se preocupe.Isto vai ficar bem". Aproxima-se a mulher que vai olhando de soslaio e comenta "Não se rale, ele vai conseguir. Não é amor"? Ao ouvir a expressão sorri para dentro. Achei invulgar, nos dias de hoje. As marteladas continuavam e eis que salta um ganchinho que as prendia, p'ro lado de cá do balcão. Apanho-o, entrego-lho e o coração a bater com mais força.Entra um sujeito na loja e pede à senhora um relógio da montra. Pega nele e observa e eu observo-o a ele para me abstrair. Nem queria acreditar, nunca tal me tinha acontecido. Diz  o sujeito que entrou na loja "Quero oferecer este relógio à minha mulher, mas a bracelete... não sei... e se fica larga"? Olhei disfarçadamente, era uma bracelete tipo pulseira com fecho e sem elos, não dava para alterar.E vejo-o assim como quem não quer a coisa, a olhar p'ra mim."Não tarda muito está a pedir-me para experimentar o relógio"- pensei. Bem dito bem feito e mais uma ou duas marteladas."A sra. não se importa de experimentar? É que o seu pulso é mais ou menos como o da minha mulher" Claro que disse que sim  e o coração acelerado por causa das marteladas. Lá experimentei, ficava bem. Agradeceu. Esbocei um sorriso forçado e nervoso. Oiço então o dono..."Já está,estava difícil." E o coração acalmou. Experimentei... impecável e sem efeitos secundários. A mulher aproximou-se. "Vês,amor? Eu sabia que ia correr bem". Desta vez sorri abertamente, devido à expressão e à sensação de alívio. O  dono notou e comentou "Não sei bem o que está a pensar, mas não somos casados. Somos irmãos". "Ahhh! Pois... que giro." Não me saiu mais nada... os nervos tinham tomado conta de mim.E ele continuou "Chama-me assim desde sempre  e não consegue livrar-se do termo." Voltei a sorrir. "Acho muito bem. É bom sinal"- disse. Paguei e saí. Eles a rir talvez por serem simpáticos e  porque lhes comprei um relógio e eu a rir pela expressão e pelo apaziguar do meu coração.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por ónix às 22:37


comentários

De Ametista a 12.03.2009 às 00:52

Acabo de chegar de mais um turno esgotante e deparo-me com uma história destas...
Bem que disseste que ias comprar um relógio... mas nunca pensaste que da compra que ias fazer conseguisses viver uma situação tal que desse lugar a uma história como esta.
Nunca sabemos o que pode acontecer quando entramos numa loja...
Mas tudo acabou bem, apesar dos nervos...
Tou deserta para ver o relógio!!!
ADOREI!!!
Bjux

De ónix a 12.03.2009 às 17:09

Eu meto-me em cada alhada,miúda. Mas o engraçado é o seguinte: quando saí da ourivesaria disse para mim mesma que tinha de fazer um post sobre o que me acabara de acontecer. Está feito. Sabes, estive lá 45 minutos. Achas normal?Beijo

De José A a 12.03.2009 às 19:26

Tenho estado afastado uns dias aqui do convívio da net, e quando volto, deparo-me com este post. E depois sou eu que tenho posts engraçados?
Imagino a cena e o teu pensamento de quando é que uma das marteladas acertava em cheio no relógio que até fizesse o "cuco" sair porta fora a fugir.
Ainda bem que se resolveu e o relógio veio inteiro.

De ónix a 12.03.2009 às 21:27


Efectivamente não aguento os teus comentários. E mais uma vez me fizeste rir... muito! Obrigada.

Comentar repto








Reptos mais comentados


Obrigada a quem vai passando...




Protected by Copyscape Web Plagiarism Check

Imagens retiradas de Google