Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Palavras para uma Imagem

publicado por ónix, em 30.01.11

O espanta espíritos tilintou quando ela fechou a porta da loja. O frio gélido que se sentia lá fora não convidava de todo à pouca população da aldeia sair à rua. Decorada com gosto invulgar e fazendo lembrar as lojas do bairro de Chinatown, esta de aromas exóticos convidava a entrar. As velas e os incensos expostos com gosto em cada canto e recanto da velhinha loja, ardiam suave e lentamente deixando no ar um rasto de mistura de fragrâncias quase impossível de resistir.

Percorreu a pequena loja com a calma que a caracterizava e aspirou o perfume que emanava de cada vela acesa. Bálsamo, Lótus, Canela, Cedro, Jasmim, Orquídea, Verbena e Âmbar, alguns dos imensos aromas que tinha orgulho em exibir na loja que sempre pertencera à família. Parou junto da essência que lhe lembrava o Miguel...Almíscar... "Sabes o que representa? Amor e envolvimento..." e reportou-se ao passado e às palavras sábias da sua avó que tanto amara e tanto lhe ensinara. Aspirando seguidamente o cheiro a Mirra sentiu-se tranquila... "Acalma os medos..." e as palavras sabedoras da avó ditas num passado recente ecoavam na sua alma apertada de saudade. Dirigiu-se aquela vela especial, Ópio, cuja fragrância adorava particularmente. "Inspiração e serenidade..." dizia baixinho a avó. Depois, Sândalo... e envolveu-se no seu aroma adocicado, afinal fazia parte dos eleitos.

Olhando então para o cantinho mais escondido do seu espaço místico e acolhedor, observou-a. Não estava acesa. Bonjoim e o seu cheiro suave a baunilha. Não conseguia gostar, enjoava-a, mas lembrava-se tão bem das palavras murmuradas..."Aquece e relaxa."

Olhou repentinamente para o relógio. Estava a demorar-se mais que o habitual. Não tardava tinha o Miguel a ligar e a perguntar por onde andava. Começou por apagá-las uma a uma sem no entanto deixar de sentir o seu perfume. Faltava aquela, diferente e quase desconhecida... Vetiver, com o seu cheiro a terra bruta. E a voz ecoava no seu coração..." Altiva a sensualidade, condiz contigo minha querida." - dizia a avó em tom de segredo. Olhou para cima elevando o seu pensamento e todo o seu amor para quem imaginava retratada em cada fragrância, em cada vela que dava vida à sua vida. Soprou, apagou a luz e fechando a porta dirigiu-se para a rua rumo a casa. O tilintar do espanta espíritos ecoou na noite fria.

Um sopro de luz ténue teimava em dar cor à loja de velas e fragrâncias. Pêssego..."Afasta a tristeza, tenta mantê-la sempre acesa."

Um rasto de aroma de fruto invadiu lentamente a velha praça da aldeia num misto de exotismo e oração.

 

Texto escrito para a Fábrica de Histórias


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por ónix às 01:06


comentários

De Ametista a 30.01.2011 às 15:48

Doce e ternurenta.. uma das mais belas histórias que li por aqui..
Aplaudo, minha querida ónix.. de pé, como diz a nossa amiga Quimera..
Lindo em demasia.. e que mais..?
ADOREI.

Bjux.. muitos :)

De ónix a 30.01.2011 às 19:17

Se tu o dizes...tu que escreves tão bem!
Obrigada, querida Ametista. Também aplaudo todos os teus textos de pé!
Bjinhos

De onda_azul a 30.01.2011 às 17:58

Olá Bonito texto este que nos trazes hoje. Todas estas fragâncias nos penetram na alma com aquele odor tão simples e ao mesmo tempo tão saboroso

Beijinhos

De ónix a 30.01.2011 às 19:19

Olá, onda
Estas fragrâncias atraem mesmo. Cheiram tão bem! Tenho de passar pelo teu blog, estou atrasada em ler-te. acho que já disse isto, mas o tempo é pouco.
Abraço

De onda_azul a 30.01.2011 às 19:55

Pois cheiram, mas temos de saber abrir as narinas para sentir todo este cheira tão bom Não faz mal, importante é estares bem

Beijinhos

De DyDa/Flordeliz a 30.01.2011 às 23:32

Quantas vezes ao passar rua fora, dou por mim a inalar mais forte e a tentar acertar o aroma com as minhas lembranças sobre determinado rosto, pessoa ou situação...

Por acaso gosto do cheiro de baunilha. Alguns fico enjoada. Este suporto.

Não somos todos iguais, não é mesmo?
Beijinho e semana feliz




De ónix a 30.01.2011 às 23:54

Viva, flor
Ainda bem que não somos todos iguais... é um texto fictício mas pessoalmente não suporto o cheiro a baunilha.
Uma semana boa para ti também.
Bjinhos

De SDaVeiga a 30.01.2011 às 23:52

Muito bonito Ónix!
Adorei as informações acerca dos cheiros!

Boa semana!

De ónix a 31.01.2011 às 18:07

Bom saber que há algures alguém que gosta de nos ler.
Obrigada pela passagem...
Abraço

De Natacha a 31.01.2011 às 15:17

Ler alguém que escreve bem, é quase tão mágico como escrever, quando se gosta de o fazer. A magia, resulta do facto de ao lermos, podermos claramente sentir todos os aromas e sensações descritos.

Parabéns!

Um beijinho :)

De ónix a 31.01.2011 às 18:09

Olá Natacha
Tanto elogio deixa-me assim babada...também tu escreves bem.
Parabéns a ti
Beijiho

De TiBéu ( Isa) a 31.01.2011 às 20:57

Parabens amiga
Linda a história que acabei de ler. Continua. bj de saudade

De ónix a 31.01.2011 às 21:22

Obrigada...fico contente por gostares e por passares.
Bjinho

De Cláudio a 31.01.2011 às 21:06

Um texto que me transmitiu e ensinou tanto... Tenho grande admiração pela tua escrita!

De ónix a 31.01.2011 às 21:35

Olá Cláudio
Muito obrigada... e sim, tu escreves bem.
Vou passando pelo teu blog sempre que tiver tempo...às vezes falta.
Obrigada por escreveres assim...

De flordocardo a 01.02.2011 às 00:29

E tu queixando-te de falta de inspiração... Tens tudo, lá bem no fundo, daquilo que é preciso para este blogue subsistir e tu (nós) com ele.
Parabéns e mil bjões! * * *

De ónix a 01.02.2011 às 18:36

Meu caro, obrigada por tudo. Também eu gosto sempre de visitar o teu blog. Fico feliz por nos termos encontrado por aqui.
Força, ok? Abraço

De viajanteintemporal a 01.02.2011 às 23:40

Olá amiga.
Gostei muita do texto. Fez-me lembrar um livro que li em tempos, que também era passado numa loja parecida com essa. Adoro aromas e perfumes naturais, infelizmente não conheço a maior parte dos que aqui mencionaste. Beijinhos e continua a deliciar-nos.

De ónix a 01.02.2011 às 23:45

Olá viajante
Sempre bonitos os teus comentários... que continues a recuperar bem. Obrigada por gostares e por continuares a passar. Âmbar, Sandalo e Ópio cheiram maravilhosamente.
Bjokas

De artesaoocioso a 03.02.2011 às 14:41

Protesto! Sou velho tenho, esse direito: fundo preto com letra miudinha é demais para a minha vista cansada.
O texto é óptimo mas tive que me esforçar.
Cumprimentos

De ónix a 03.02.2011 às 20:56

Olá artesaoocioso
Aceito o seu protesto... mas sabe, gosto do meu blog assim e não o imagino de outra forma. No entanto no seu computador no canto inferior direito tem a percentagem.Pode aumentar e com toda a certeza já verá bem melhor.
Obrigada por ter passado e gostado.

De artesaoocioso a 03.02.2011 às 22:52

Agradeço a informação. Sou um totó informático e nunca tinha reparado nessa útil funcionalidade.
Cumprimentos

De ónix a 03.02.2011 às 23:22

Ao dispôr.

Comentar repto








Reptos mais comentados


Obrigada a quem vai passando...




Protected by Copyscape Web Plagiarism Check

Imagens retiradas de Google