Terça-feira, 23 de Junho de 2009

Insignificâncias

 

Hoje fui visitar o meu amigo Zé na esperança de o encontrar melhor. E saí com a esperança a escapar-se-me por entre os dedos. Dele, apenas senti o apertar da sua mão na minha num gesto instintivo ou coincidente. Fugi daquele quarto com uma sensação de impotência incontrolável. Passei pelo átrio em silêncio e em silêncio dirigi-me para o exterior. Tomei a direcção do meu carro e parei... acendi um cigarro e olhei à minha volta. Observei as pessoas, olhei o sol, senti o vento tocar-me o rosto e um turbilhão de pensamentos trespassou-me a alma.

Quantas vezes ficamos enraivecidas porque não há o número daquele vestido lindo que sorri para nós naquela montra, tantas vezes chorámos pela perda de um grande amor, tantos acessos de raiva porque temos um pneu furado e não sabemos o que fazer, tanta vontade de dizer um chorrilho de asneiras porque acabámos de entornar o café em cima das calças brancas acabadas de estrear e mais um acesso de raiva quando partimos aquela peça favorita que enfeitava o móvel lá de casa...

Todas estas pequenas coisas, comparadas com o querer olhar e não poder, querer falar e não conseguir, querer tocar e não sentir... são meras insignificâncias!

 

tags:

escrito por ónix às 22:46
De spectrum a 26 de Junho de 2009 às 21:23
As coisas verdadeiramente importantes não custam dinheiro, Gui.
O ser humano perdeu algures o sentido da vida, das prioridades, das pequenas coisas que nos fazem de facto felizes. "Insónias e Afins" é um livro existencialista que busca respostas.
Estou certo que fazes as escolhas certas, Gui. Nada tem importância ante a vida. Nada.
Beijos e força


De ónix a 26 de Junho de 2009 às 22:43
Olá A.
Como sempre pensas e escreves as palavras certas.
E como já te disse estou a adorar o teu livro "Insónias e Afins". Escrito de forma profunda e com uma sensibilidade invulgar.
E desde já te digo que depois quero comprar o "Sonhos Submersos", sim???
Beijinhos e mais uma vez obrigada por passares por aqui.


De spectrum a 26 de Junho de 2009 às 23:45
Eu ofereço-te "Sonhos Submersos" com prazer. Aguardo apenas a data de lançamento. Está prometido e um "não" teu não é opção.
Obrigado pelas palavras elogiosas ao livro, embora imerecidas.
Beijinhos


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



. Um pouquinho de mim

. Adicionar-me

. 35 seguidores

Obrigada a quem vai passando...

.OS MEUS REPTOS

. Regresso

. O Despertar dos Silêncios

. Back in time

. Um dia...

. Vontades

. Poetas

. Faz

. Escolhas

. Noite

. Aplauso

. Sedução

. Smile

. Why?

. Acerca deste dia

. Words

. Ele e Ela

. Red rose

. Closed

. O livro ou não...

. Eternamente jovem

. Palavras para uma imagem

. Medo

. Histórias ou estórias, qu...

. No feminino

. Nós

. Brinde a ti

. Primavera

. Escreve-me

. Dezanove

. Palavras para uma imagem

. Com Alma

. Para ti

. Era uma vez...

. Virar de página

. Palavras para uma Imagem

. A norte

. Champanhe e palavras

. Angel

. O Filme

. Em silêncio

. Porque me apetece

. Ela

. Danças?

. Entardecendo devagar

. Caminhos

. Years

. Fim de tarde

. Reencontros

. Palavras...somente

. Hoje

.O TEMPO DAS PALAVRAS

. Junho 2019

. Novembro 2014

. Agosto 2014

. Novembro 2013

. Setembro 2013

. Abril 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

Protected by Copyscape Web Plagiarism Check

Imagens retiradas de Google

online