Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Insignificâncias

publicado por ónix, em 23.06.09

 

Hoje fui visitar o meu amigo Zé na esperança de o encontrar melhor. E saí com a esperança a escapar-se-me por entre os dedos. Dele, apenas senti o apertar da sua mão na minha num gesto instintivo ou coincidente. Fugi daquele quarto com uma sensação de impotência incontrolável. Passei pelo átrio em silêncio e em silêncio dirigi-me para o exterior. Tomei a direcção do meu carro e parei... acendi um cigarro e olhei à minha volta. Observei as pessoas, olhei o sol, senti o vento tocar-me o rosto e um turbilhão de pensamentos trespassou-me a alma.

Quantas vezes ficamos enraivecidas porque não há o número daquele vestido lindo que sorri para nós naquela montra, tantas vezes chorámos pela perda de um grande amor, tantos acessos de raiva porque temos um pneu furado e não sabemos o que fazer, tanta vontade de dizer um chorrilho de asneiras porque acabámos de entornar o café em cima das calças brancas acabadas de estrear e mais um acesso de raiva quando partimos aquela peça favorita que enfeitava o móvel lá de casa...

Todas estas pequenas coisas, comparadas com o querer olhar e não poder, querer falar e não conseguir, querer tocar e não sentir... são meras insignificâncias!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por ónix às 22:46


comentários

De José A a 24.06.2009 às 00:21

São autênticos testes á nossa existência...
Imagino o que sentes e acredita que desde que saí da situação que já conheces, penso assim também... damos valor demasiado ao que tem pouco valor.
Este post mostra que tu és um ser humano maravilhoso...
Não deixes que a esperança te fuja... sabes que até ao fim, pode haver um retorno...
Não deixes de ter esperança...

De ónix a 24.06.2009 às 21:13

Meu querido amigo
Reconfortantes as tuas palavras e acredita que tenho pensado muito em ti e no que te aconteceu... a esperança ainda não morreu mas penso que será complicado recuperar... tenho momentos em que deixo de acreditar, tenho outros em que acredito. Vamos deixar passar o tempo... só ele poderá ditar o futuro. Queria muito que ele um dia pudesse ler as palavras que lhe dediquei... era bom sinal. Obrigada pelo elogio, mas olha que também tenho defeitos como todos nós.
Imensamente grata pela força que me dás e pelo exemplo de vida que és.
Beijinho grande

Comentar repto








Reptos mais comentados


Obrigada a quem vai passando...




Protected by Copyscape Web Plagiarism Check

Imagens retiradas de Google