Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Confissões

publicado por ónix, em 29.11.09

Eram três mulheres, cada uma diferente da outra e com  perspectivas desiguais perante a vida. Saíram do bar onde conviveram com alguns amigos, dispostas a dirigirem-se a casa a fim de descansarem o corpo e as mágoas.

Chovia copiosamente. Não convidava de todo a uma corrida até aos respectivos carros. Deixaram-se ficar debaixo do telheiro da velha marisqueira, apesar da noite gélida e chuvosa. Surgiram espontâneamente as confissões da alma. O que cada uma sentia. O que cada uma pensava. O que cada uma sofria. O que cada uma gemia.

A chuva ia caindo com mais força. Continuaram as três debaixo daquele telheiro que escutou todas as confissões e todos os segredos. Nem sequer ligavam a quem passava e as olhava.

Por elas, ficariam ali até de manhã a partilhar e a aliviar tudo o que até agora se encontrava  bem fechado na mais profunda intimidade.

Mas a noite falou mais alto.

Cada uma seguiu o seu destino. Com mágoas de alma, mas confiantes no futuro e na amizade que as unia.

 

A chuva não parava de cair!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por ónix às 22:31


comentários

De ónix a 30.11.2009 às 23:22

Querida Ametista
Muito bem dito. E sem dúvida a amizade é o melhor de todos os sentimentos. Acabei de ler o teu último post... fiquei assim sem palavras.
Beijinho grande

Comentar repto








Reptos mais comentados


Obrigada a quem vai passando...




Protected by Copyscape Web Plagiarism Check

Imagens retiradas de Google