Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Freedom

publicado por ónix, em 21.12.09

Amo a liberdade...agarrar no meu carro que tem aquela cor que eu venero e partir para onde bem quero e quando quero. São estas vontades concretizadas que me dão força para seguir em frente. Liberdade de movimentos, de sentimentos e de vontades.

Por acaso apetecia-me hoje e agora vaguear pela noite fria e chuvosa e parar à tua porta apesar de não saber para onde me direccionar.Encontrada a direcção, apetecia-me bater e ver-te aparecer. Depois não sei, talvez me deixasses dizer-te as palavras... aquelas, sabes?

A seguir voltava a mergulhar na noite escura e gelada regressando devagarinho para o meu cantinho acolhedor e quentinho. Aí, instalada confortavelmente na sala aquecida,bebericava um cacau a fervilhar de emoções e comia uma ou duas filhós p'ra me adoçar o coração.

 

Então sentir-me-ia livre daquilo que queria dizer e  seria dito, livre de um passado que às vezes entra sem avisar, livre do que penso ou não penso sentir por ti!

 

Amo a liberdade!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por ónix às 23:50


comentários

De Júlia a 30.12.2009 às 16:58

Livres, livres, penso, e desculpem-me ir contra as vossas opiniões, nunca somos. Vivemos aprisionados aos horários, às etiquetas, às obrigações...
mas tenho que concordar - poder conduzir sem destino, apenas acompanhada pelos pensamentos, ao som de uma boa música e de cabelos ao vento (desde que não caiam raios e coriscos), é libertador, pelo menos naquele momento.

Vim desejar umas boas entradas e que a ano 2010 seja excelente.

De ónix a 30.12.2009 às 22:09

Pois, pois... mas referia-me precisamente aqueles momentos que são só meus, quando não há horários, obrigações e afins. E claro que tenho de concordar que numca somos totalmente livres.
Beijinhos e que 2010 te traga tudo de bom.

Comentar repto








Reptos mais comentados


Obrigada a quem vai passando...




Protected by Copyscape Web Plagiarism Check

Imagens retiradas de Google