Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Palavras...somente

publicado por ónix, em 12.06.10

 

Sabes? Estas palavras são para ti. Quem sabe não as lerás um dia.

 

Estou sem sono. Vagueio calma pela casa. Não quero pensar. Não consigo evitar. E deixo a calma afastar-se devagarinho dando lugar à raiva de querer e não querer. Penso em ti, que posso fazer? E recordo... a ti, a mim e aos momentos inesquecíveis que passámos. Os tais momentos bons de que é feita a vida. Houve alguém que disse um dia...olha,  pensa nos momentos maus. Mas eu não consigo. Penso no teu olhar em mim, nos teus abraços em mim, na tua voz.. ai, a tua voz. Foi por ela que me apaixonei, lembras-te?

Será que vai ser sempre assim? Será que te vou lembrar de vez em quando? Será que continuarás a fazer parte de um bocadinho de mim? Será que quando formos bem velhinhos e nos cruzarmos numa rua qualquer da nossa cidade ainda nos vamos olhar? Será que vamos sorrir um para o outro? Será? O quê?

Não quero pensar. Recuso-me a pensar no futuro. Continuo a vaguear pela casa. E sinto-me feliz com o que construí e pelo que sou. Engraçado, a calma voltou. Com pézinhos de lã.

 

Sabes? Estas palavras continuam a ser para ti. Sei bem que nunca as irás ler. Ainda bem!

Lamechices, irias pensar!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por ónix às 00:46


comentários

De José A a 12.06.2010 às 02:22

Estou á quinze minutos a ler-te... Como já sabes, (lendo o meu blog) nunca fui romântico mas sempre fui sentimental, que explicação terei para ter soltado uma lágrima ás duas da manhã? Possivelmente estas palavras transportaram-me a alguém que estava adormecido no meu pensamento... És uma pessoa linda, mesmo sem nunca te ter visto, és uma pessoa linda.

De ónix a 12.06.2010 às 14:08

Querido amigo José
Todos temos aquela tendência para voarmos de vez em quando até ao passado...eu pessoalmente tento evitar, mas por vezes o inevitável acontece. Gosto que continues a ler-me e lamento que não escrevas mais. E sabes? Podes não acreditar mas também não sou muito dada a romantismos. Digamos que sou mais virada para o sensível por isso escrevo assim.
Obrigada por tudo.
Beijinhos para ti.

Comentar repto








Reptos mais comentados


Obrigada a quem vai passando...




Protected by Copyscape Web Plagiarism Check

Imagens retiradas de Google