Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Entardecendo devagar

publicado por ónix, em 01.09.10

 

Estou na varanda de um sexto andar qualquer a fumar o meu cigarro ( não devia ) e observo. As luzes da cidade que em breve se irão acender, as pessoas que passeiam deixando um rasto de burburinho incomodativo, os barcos na marina atracados nas águas que vão ondulando suavemente, o mar lá ao fundo, o horizonte. Sempre adorei o cair da tarde na praia. Banal? Pouco me importa. Continuo a adorar. E o horizonte...perco-me nele. Belo demais. Traçado com régua e pintado com tinta de uma palette de cores que ninguém consegue definir. Deixo-me ficar a observar e absorvo o momento.

E sinto-me revigorada.

 

19 Agosto 2010

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por ónix às 23:47


comentários

De Ametista a 05.10.2010 às 21:37

Banal é o dia a dia, longe do mar...
Imaginá-lo e melhor, senti-lo, dá cor a nossa alma...
Está tão lindo este teu texto, ónix querida...
Que dizer mais...?

Beijokinhas

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.








Reptos mais comentados


Obrigada a quem vai passando...




Protected by Copyscape Web Plagiarism Check

Imagens retiradas de Google