Sexta-feira, 25 de Novembro de 2011

Red rose

O estafeta chegou de expressão serena ao meu trabalho com rosa encarnada na mão acompanhada de cartão. Perguntou por mim, eu disse que era engano. Sorriu e disse que não... entregou-me a rosa e partiu com sorriso estampado na cara. Olhei a rosa e li o cartão com lágrima ao canto do olho. Dispararam todos os sentidos, as colegas bateram palmas e eu sem saber se rir ou chorar tamanha era a emoção. A vontade era desmedida, queria  sair dali e correr até ti. Nada feito, custou-me o resto do dia. Guardei a rosa encarnada em livro grande e pesado. Passaram anos, um dia tu partiste.

Certa vez abri o livro, a rosa seca e de cor esbatida gemeu, desfez-se em mil pedaços. Com ela foi o meu coração.

 


escrito por ónix às 21:26
| comentar
25 comentários:
De efoi a 25 de Novembro de 2011 às 22:27
... até engoli em seco...


De ónix a 25 de Novembro de 2011 às 23:42
Foi o que saiu, assim de repente. Funcionam assim as recordações.
Beijinhos,P.


De efoi a 27 de Novembro de 2011 às 15:13
E somos sempre o que vivemos
Hoje que se festeja o fado, ao reler o que escreveste diria apenas que é puro ... fado!!!

Um abraço!


De ónix a 27 de Novembro de 2011 às 19:58
Pois somos...todas as nossas vivências se reflectem em nós.Obrigada por este comentário e por continuares a passar por aqui.
Beijinhos


De artesaoocioso a 25 de Novembro de 2011 às 22:52
Cara amiga,
Como comentar? Saúdo com satisfação o seu regresso ao blogue.
Sobre a rosa, partilho dores que também conheço.
Grande abraço.


De ónix a 25 de Novembro de 2011 às 23:45
Olá João
Obrigada pela sua presença por aqui. Sei que está a passar mais uma fase difícil... força para tentar superar.
Abraço aqui do Ribatejo


De viajanteintemporal a 27 de Novembro de 2011 às 23:50
Sem palavras amiga!
Passei para te dar um abraço e um grande beijinho.
Do fundo do coração.
Ainda bem que voltaste.


De ónix a 28 de Novembro de 2011 às 19:30
Outro abraço grande para ti. Obrigada por continuares aí...


De Natacha a 28 de Novembro de 2011 às 00:33
Os corações têm a capacidade fantástica de partirem várias vezes sem sair do lugar e se auto regenerarem, se tal se pode afirmar. Depois, é preciso alguma sabedoria para que ele continue sendo gerador de Amor, para não nos deixarmos vencer pelas amarguras da vida deixando-o secar.

Um grande beijo, gosto de te ver ainda que num registo melancólico. Gosto de te ver.

Grande beijo


De ónix a 28 de Novembro de 2011 às 19:34
Obrigada, Natacha
Com certeza que a vida vai-nos ensinando tudo aquilo que falas no teu comentário. Estou em falta para contigo...tenho de passar pelo teu blog. Já tenho saudades de te ler.
Beijinhos grandes


De Natacha a 29 de Novembro de 2011 às 12:26
Não estás em falta :) O teu lugar está lá marcado e espera sempre por ti. No teu tempo, lá chegarás que eu gosto muito de te receber :)

Beijo grande, que estejas bem ;)


De ónix a 30 de Novembro de 2011 às 20:21
:)) Outra beijoca para ti.


De Ametista a 28 de Novembro de 2011 às 21:43
Minha querida ónix, ainda bem que voltaste! E o teu regresso veio acompanhado de mais um belo texto, se bem que demasiado triste.. as memórias atraiçoam-nos e deixam-nos assim..
Que dizer mais? Não voltes a ausentar-te, por favor.

Abracinho :)


De ónix a 30 de Novembro de 2011 às 20:24
Fases passageiras...os meus posts são eternamente lamechas, não é? Este foi mais uma daquelas recordações que de vez em quando teimam em fazer-nos uma visitinha.
Bjokas


De José A a 6 de Dezembro de 2011 às 23:37
Pois, como é que se comenta este post?
Á minha maneira é... Adoro ler o que escreves, o que pensas, o que sentes.
Beijinho.


De ónix a 8 de Dezembro de 2011 às 02:12
Olá José
Obrigada por continuares desse lado...também eu adoro o que escreves, como pensas e como sentes.
Bjiiinhos


De flordocardo a 7 de Dezembro de 2011 às 20:42
Gosto. Como vais?
Bjões!


De ónix a 8 de Dezembro de 2011 às 02:13
Eu quero é saber de ti. Como estás? Só quero respostas que tragam novidades boas. Eu estou bem.
Beijokas para ti


De flordocardo a 9 de Dezembro de 2011 às 02:58
Estou bem, mas ainda não suficientemente operacional para sair até à rua. Vou tentar este fim-de-semana. Mas estou muito melhor do que no dia que saí do hospital. Vamos a ver (tenho lá consulta no dia 15).
Um grande abraço e bjões para ti! *


De ónix a 9 de Dezembro de 2011 às 19:58
Então que a tua saída seja já, já como estás a prever...abraço grande e aquela força vinda de terras do Ribatejo.


De onda_azul a 7 de Dezembro de 2011 às 21:00
Olá amiga, fico muito feliz que tenhas voltado..Quanto ao que li, confesso que umas quantas lágrimas brotaram dos meus olhos, mas não de tristeza, acho que emoção...Amei o que escreveste, muito mesmo

Beijinhos


De ónix a 8 de Dezembro de 2011 às 02:18
Olá Onda
Obrigada pelas palavras bonitas e cheias de sentimento que deixaste neste teu comentário. Bom saber que se conseguem transmitir estas emoções às pessoas que nos lêem.
Beijinhos para ti e para a mana. Que estejam bem os dois.


De onda_azul a 9 de Dezembro de 2011 às 20:27
Claro que conseguem é um dos motivos que gosto de ler o que escreves...gostar não é a palavra mais indicada...eu amo Gostava de ter essa tua capacidade...Nós estamos bem obrigado. Beijinhos para ti e para a mana e espero que também estejam bem


De ónix a 9 de Dezembro de 2011 às 23:42
Obrigada. Para ti . Só podia ser azul não é verdade?


De onda_azul a 13 de Dezembro de 2011 às 20:02
Aceito de todas as cores, mas o azul encanta-me


Comentar post


. Um pouquinho de mim

. Adicionar-me

. 34 seguidores

Obrigada a quem vai passando...

.OS MEUS REPTOS

. Regresso

. O Despertar dos Silêncios

. Back in time

. Um dia...

. Vontades

. Poetas

. Faz

. Escolhas

. Noite

. Aplauso

. Sedução

. Smile

. Why?

. Acerca deste dia

. Words

. Ele e Ela

. Red rose

. Closed

. O livro ou não...

. Eternamente jovem

. Palavras para uma imagem

. Medo

. Histórias ou estórias, qu...

. No feminino

. Nós

. Brinde a ti

. Primavera

. Escreve-me

. Dezanove

. Palavras para uma imagem

. Com Alma

. Para ti

. Era uma vez...

. Virar de página

. Palavras para uma Imagem

. A norte

. Champanhe e palavras

. Angel

. O Filme

. Em silêncio

. Porque me apetece

. Ela

. Danças?

. Entardecendo devagar

. Caminhos

. Years

. Fim de tarde

. Reencontros

. Palavras...somente

. Hoje

.O TEMPO DAS PALAVRAS

. Junho 2019

. Novembro 2014

. Agosto 2014

. Novembro 2013

. Setembro 2013

. Abril 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

Protected by Copyscape Web Plagiarism Check

Imagens retiradas de Google

online