Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Ele e Ela

publicado por ónix, em 08.12.11

Cruzo-me com eles quase todos os dias no mesmo local, à mesma hora, faça chuva ou faça sol. Ela, numa cadeira de rodas com um chapéu de feltro na cabeça em dias frios, ele a empurrar. Setenta e tal anos e não, não faço a mínima ideia do seu parentesco. Marido e mulher, irmãos ou simplesmente amigos, pouco importa. A expressão dela, amarga, desiludida com a vida e sem resposta para os seus porquês, a expressão dele, de uma ternura sem tempo. Não consigo evitar um sorriso carinhoso que não vêem, através do vidro do meu carro que aguarda que o vermelho passe a verde.

E sempre que os olho quase todos os dias, no mesmo local, à mesma hora, faça chuva ou faça sol, nunca duvido nem por um segundo que seja, do imenso amor que os une até que o tempo o permita.

 

 

Este post é-lhes dedicado sabendo que nunca o irão ler.

São estes momentos que fazem renascer a inspiração e me dão força para continuar.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por ónix às 02:20


comentários

De viajanteintemporal a 11.12.2011 às 08:29

Continuas, com a tua escrita, a tocar-nos na alma. Um dia alguém disse que o Amor é uma arma poderosa, pois dá-nos forças que pensamos que não temos.
E é verdade! Gostei muito do teu post. Comoveu-me.
Um beijo grande amiga.

De ónix a 11.12.2011 às 20:37

Querido amigo
São sempre reconfortantes os teus comentários. Este é mais um cheio daquela sensibilidade que te caracteriza.
Beijinhos grandes.

Comentar repto








Reptos mais comentados


Obrigada a quem vai passando...




Protected by Copyscape Web Plagiarism Check

Imagens retiradas de Google