Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Words

publicado por ónix, em 28.01.12

 

Não consigo escrever, anda fugida a inspiração. Carrego nas teclas que escrevem os meus desabafos e apago e volto a carregar para voltar a apagar. E depois desiludida, fecho-as num movimento brusco e sinto aquela vontade imensa de escrever e quero agarrar as palavras mas elas escapam-se-me por entre os dedos soltando gargalhadas de loucura. E eu numa corrida desenfreada continuo a persegui-las e elas perseguem-me a mim, uma aqui outra ali, sem ordem e sem sentido, levando-me à exaustão. Deixo fluir o tempo e quando elas regressam na calmaria de um fim de tarde soalheira, eu sorrio feliz, porque quando escrevo esqueço tudo e quando esqueço tudo sinto-me apaziguada. Carrego nas teclas sem apagar e elas sucedem-se submissas, escritas com ternura desmedida e com aquele sentido que só eu lhes sei dar.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por ónix às 01:10


comentários

De efoi a 28.01.2012 às 17:40

Uma amiga dizia um destes dias que falava mesmo muito, respondi que não interessa se fala muito desde que não fale demais...
sempre achei que as emoções não carecem de fita métrica mas apenas de sentidos
O que tu escreves tem sempre muito sentido, será com toda a certeza o teu como dizes, mas não só...
beijinho

De ónix a 29.01.2012 às 01:18

Olá P. Se calhar seria bom se as emoções carecessem de fita métrica, assim seria melhor geri-las. Mas também não tinha piada nenhuma se tal acontecesse. Olha, ideias contraditórias que de vez em quando se apoderam de nós.
Gostei deste teu comentário, aliás, gosto muito dos teus comentários. Não te babes

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.








Reptos mais comentados


Obrigada a quem vai passando...




Protected by Copyscape Web Plagiarism Check

Imagens retiradas de Google