Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


...

publicado por ónix, em 03.01.15

 E em cada abraço que me davas, sentia a força que precisava para continuar e a paz que sempre quisera alcançar.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por ónix às 00:24


comentários

De pimentaeouro a 03.01.2015 às 13:39

Sinto a vertigem do passado, a tentação subreptícia do saudosismo mas procuro agarrar-me ao presente apesar de este ser um pesado lenho.
Um abraço

De ónix a 10.01.2015 às 16:32

Olá João
Alguma verdade nas suas palavras, sim. Apenas não considero o presente algo pesado. Tento vivê-lo o melhor possível com mais sensatez e sabedoria que só anos trazem.
Que o novo ano lhe traga o mais importante de tudo...saúde.
Grande beijinho

De pimentaeouro a 15.01.2015 às 22:33

Amiga Margarida,
Peço desculpa de responder telegraficamente.
A minha vida continua cada dia mais complicada; a saúde da minha mulher não cessa de agravar-se, o lenho que carrego é superior à força que tenho.
Um abraço .

De ónix a 09.03.2015 às 20:54

Olá João... só agora vim aqui. Lamento a notícia que me dá. Penso que não há muito a dizer. Mando-lhe um abraço para que ganhe a força que lhe falta.
Grande beijhinho

De pimentaeouro a 12.03.2015 às 21:07

Margarida,
Agradeço a atenção que me dispensa.
O sofrimento da minha mulher aumenta e o meu também.
Uma doença sem esperança.
Um abraço.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.








Reptos mais comentados


Obrigada a quem vai passando...




Protected by Copyscape Web Plagiarism Check

Imagens retiradas de Google